Ciclo de Vida do Projeto

Contratualização

A IES receberá o contrato para ser assinado pelo seu representante legal e devolvida à Agência Nacional ERASMUS+, Educação e Formação, sendo esta a última parte a assinar. 

Num prazo de 30 dias após a assinatura do contrato pela Agência Nacional ERASMUS+, Educação e Formação, será feito um pagamento de pré-financiamento de acordo com as normas estabelecidas no mesmo.

Os estudantes, docentes e pessoal que realizem mobilidade celebram contratos com as respetivas instituições de ensino superior.


Acompanhamento do projeto

A responsabilidade da seleção dos participantes (estudante, docentes e pessoal) a envolver nas atividades de mobilidade é da instituição de envio. O processo de seleção deve ser justo, transparente, coerente e documentado, devendo ser divulgado a todas as partes envolvidas. Por isso, a instituição de ensino superior deve definir critérios a ter em consideração durante o processo de seleção. 

O reconhecimento académico das mobilidades de estudantes, seja para estudar ou estagiar, é um critério fundamental do programa ERASMUS+.

A Agência Nacional pode realizar visitas de acompanhamento ao projeto durante a vigência do mesmo no sentido de monitorizar a qualidade da implementação das atividades.


Relatórios Finais dos Participantes

No final do período de mobilidade, todos os participantes irão receber um email com indicação para submeterem um relatório final online na plataforma Mobility Tool E+.


Valorização / Medição do impacto

No programa ERASMUS+, o impacto dos projetos é um fator que merece especial atenção. Assim, tanto a Comissão Europeia como a Agência Nacional irão recorrer a indicadores e a ferramentas que possam medir o impacto dos projetos, de acordo com o previsto no Regulamento (UE) n. 1286/2013 do Parlamento Europeu e do Conselho, de 11 de dezembro de 2013.


Controlo

Mesmo após o fim do projeto e com todos os saldos financeiros regularizados a Agência Nacional Erasmus+ Educação e Formação pode proceder à monitorização do projeto, quer através de visitas in situ, quer solicitando documentos pertinentes para análise, pelo que se recomenda guardar todos os documentos relativos ao projeto durante 5 anos após o pagamento do saldo final.

Para mais informações Guia Erasmus 2014.