Buscar

"Só um terço chega ao superior. Não vamos ter pessoas para trabalhar"



Corre-lhe nas veias a História, vocação herdada do pai - economista de profissão mas um apaixonado das humanidades, que sempre que podia enfiava a mulher e os cinco filhos no carro e ia por aí fora mostrar-lhes o país. Mas quaisquer cinco minutos de conversa chegam para entender que Maria Fernanda Rollo tem o ensino no ADN. Muito mais do que a profissão que escolheu e que fez dela professora universitária logo que acabou o curso, ou mesmo do que a paixão pelo conhecimento, é o gosto por passar esse conhecimento que a entusiasma. Mesmo agora, enquanto secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, essa é a chave para entender aquilo que define como a sua agenda enquanto governante.


Para ler mais clique aqui.